Entenda o que é e como funciona uma Alimentação Low Carb

Entenda o que é e como funciona uma alimentação low-carb

Entenda o que é e como funciona uma alimentação low-carb

Muito comentada no mundo fitness quando o assunto é emagrecer, a alimentação low-carb é uma das dietas mais procuradas dos últimos tempos. A chef de cozinha Maria Vasconcelos, proprietária da Love to Cook Gastronomia e Nutrição Funcional, explica os detalhes do método.

“Trata-se de uma vertente da nutrição criada no século 19, que utiliza estratégias específicas para tratar obesidade”, conta.

“Ter um estilo de alimentação low-carb não tem definitivamente nada a ver com ‘zerar carboidratos’, ‘cortar carbos’, comer bacon ou encher as refeições de gordura. Resume-se em não basear a alimentação em grãos (mesmo os integrais), pães, massas e bolos, mas sim em vegetais. Nessa dieta, 70% da alimentação é feita à base de oleaginosas, azeite de oliva, frutas (com restrições dependendo de cada caso) e gordura natural dos alimentos (carne de animais, ovos, queijos, manteiga)”, ensina.

Resumindo, a dieta low-carb consiste em diminuir o teor de carboidratos presente na alimentação diária, induzindo o corpo a uma adaptação, para que então “gire a chavinha” e utilize a gordura como sua principal fonte de energia.

Com um consumo adequado de proteínas e gorduras (de forma individualizada), a tendência é ocorrer uma diminuição na fome devido à constância com a qual a insulina (hormônio anabólico que é a principal – não única – causa do ganho de tecido adiposo) irá se manter. O que a eleva são os carboidratos provenientes de grãos e refinados – sendo assim, o emagrecimento naturalmente ocorre.

É importante lembrar
A dieta low-carb não deve ser feita indiscriminadamente e é indicada a quem tem como foco emagrecimento, tratamento de diabetes, esteatose, dislipidemias, resistência à insulina e síndrome metabólica. “É uma estratégia para um determinado momento ou circunstância e que deve ser totalmente individualizada e orientada por um nutricionista”, sugere Maria.

Quando bem aplicada, pode ser seguida sem dificuldades até que se atinja o resultado almejado. Na sequência, a reintrodução de carboidratos pode acontecer gradualmente e sem desenvolver complicações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *